segunda-feira, 6 de abril de 2009

Roberto Carlos vai comemora 50 anos de reinado em grande estilo

Rei que é Rei jamais perde a majestade, e Roberto Carlos promete comemorar os 50 anos de carreira em grande estilo realizando uma super - mega turnê pelo Brasil adentro. O rei desembarca em solo potiguar no dia 04 de julho para fazer show no estádio Machadinho, prometendo cantar seus grandes sucessos para os fãs potiguares.

 

Tantas emoções...

Por Luciano Miranda

domingo, 5 de abril de 2009

Estudo dirigido em Radiologia

Estudo dirigido  Incidências Radiológicas de órgãos

1) A distância foco-filme em uma radiografia de tórax deve ser de:
(a) 1,50m
(b) 1,20m
(c) 1,0m
(d) 1,30m
(e) 1,80m

2) A técnica radiográfica adequada para a realização de uma radiografia do tórax em póstero-anterior no bucky vertical é a seguinte: 

(a) Distância foco-filme de 1,5m baixo kV e
alto mA
(b) Distância foco-filme de 1,8m alto kV e
alto mAs
(c) Distância foco-filme de 1,5m baixo kV e
baixo mA
(d) Distância foco-filme de 1,0m alto kV e
baixo mAs
(e) Distância foco-filme de 1,8m alto kV e
baixo mAs

3) Em relação a técnica radiográfica habitual, na radiografia de tórax em póstero-anterior de um paciente enfisematoso deve ser feito o seguinte:

(a) Aumentar o fator kV
(b) Aumentar o fator mAs
(c) Reduzir o fator kV
(d) Aumentar o tempo de exposição
(e) Diminuir a distância foco-filme

4) O goniômetro é um instrumento utilizado para:

(a) Determinar o kV a ser utilizado
(b) Medir o ângulo de incidência do RC
(c) Determinar a constante do aparelho
(d) Medir o ângulo de obliqüidade das estruturas
(e) B e D estão corretas

5) O que deve ser feito para corrigir uma radiografia de qualidade ruim, muito enegrecida com pouco contraste?

(a) Redução do fator mAs
(b) Redução da distância
(c) Aumento do fator kV
(d) Aumento do fator mAs
(e) Redução do fator kV

6) O que acontece com o contraste entre o tecido mole e o osso quando o kV é aumentado?

(a) Aumenta
(b) Não altera
(c) Aumenta se o écran for de grãos finos
(d) Decresce
(e) Não altera se o écran for de grãos grossos

7) O que é trendelenburg?

(a) Uma posição de decúbito dorsal com o plano do corpo inclinado de forma que a cabeça fica mais alta que os pés
(b) Uma incidência complementar utilizada no exame radiográfico contrastado dos colons (clister opaco)
(c) Uma posição de decúbito lateral com o plano do corpo inclinado de forma que o quadril fica mais alto que os ombros
(d) Uma posição de decúbito dorsal com o plano do corpo inclinado de forma que a cabeça fica mais baixa que os pés
(e) Uma incidência complementar específica utilizada para o estudo dos ápices pulmonares

8) Qual das opções contém uma região anatômica que dispensa a utilização de grade anti-difusora para o estudo radiográfico?

(a) Mediastino
(b) Pelve (bacia)
(c) Tórax
(d) Cotovelo
(e) Abdomen

9) Em um exame radiográfico, o objetivo da distância objeto-filme ser a menor possível é a obtenção de uma:

(a) Redução do fator mAs
(b) Mínima ampliação da imagem radiográfica
(c) Máxima ampliação da imagem radiográfica
(d) Redução do tempo de exposição
(e) Redução do kV

10) A incidência frontal de rotina para o estudo radiográfico do tórax é a póstero-anterior (PA), em função da menor distorção do tamanho da seguinte estrutura torácica:

(a) Aorta descendente
(b) Hilos
(c) Pulmões
(d) Coração
(e) Traquéia

11) Qual o objetivo do posicionamento do paciente com as mãos na cintura, rodando os ombros para a frente, na incidência incidência de tórax em PA?

(a) Alinhar o paciente com o filme radiográfico (bucky)
(b) Visualizar os ápices pulmonares
(c) Reduzir a distorção da imagem cardíaca
(d) Projetar as escápulas para fora dos campos pulmonares
(e) Aumentar a capacidade inspiratória do paciente

12) Um parâmetro de avaliação técnica de uma radiografia do tórax em póstero-anterior que indica a rotação (ou não) do tórax é a distância entre as:

(a) Bordas mediais das clavículas e os processos transversos das vértebras torácicas 
(b) Escápulas e os processos transversos das vértebras torácicas
(c) Escápulas
(d) Escápulas e os processos espinhosos das vértebras torácicas
(e) Bordas mediais das clavículas e os processos espinhosos das vértebras torácicas

13) Como rotina, o tórax deve ser radiografado nas incidências em PA e Perfil esquerdo, em função de:

(a) Melhor estudar a aorta ascendente
(b) Analisar os hilos pulmonares
(c) Visualizar melhor os seios costofrênicos
(d) Reduzir a distorção do tamanho da imagem cardíaca 
(e) Evitar movimentos involuntários do coração

14)Que incidência pode ser realizada em um paciente acamado (no leito), com suspeita de pneumotórax direito, após punção de veia profunda deste lado?

(a) Ápico-lordótica em AP
(b) Decúbito lateral esquerdo em AP, em expiração (se possível)
(c) AP mais enegrecido
(d) AP em decúbito com expiração máxima
(e) Perfil em decúbito dorsal com raios horizontais

15)Que incidência pode ser realizada em um paciente com suspeita de derrame pleural direito?

(a) Decúbito lateral direito em AP, com raios perpendiculares
(b) Ápico-lordótica em AP
(c) Decúbito lateral esquerdo em AP, em expiração
(d) Decúbito lateral direito em AP, com raios horizontais
(e) Perfil em decúbito dorsal com raios horizontais

16)Que incidência pode ser acrescentada a um estudo radiográfico do tórax, em que na rotina radiográfica (PA e Perfil esquerdo em inspiração) ficou evidenciado um grande pneumotórax esquerdo?

(a) PA com expiração máxima 
(b) Ápico-lordótica em AP
(c) Perfil em decúbito dorsal com raios horizontais
(d) Nenhuma incidência deve ser acrescentada
(e) PA mais enegrecido

17) A incidência de Hjelm-Laurell corresponde à:

(a) Ápico-lordótica em ântero-posterior do tórax
(b) Perfil em decúbito dorsal com raios horizontais
(c) Ântero-posterior do tórax
(d) Perfil em decúbito dorsal com raios perpendiculares
(e) Decúbito lateral com os raios horizontais do tórax

18) Na incidência ápico-lordótica em ânteroposterior do tórax as clavículas aparecem projetadas:

(a) Sob os ápices pulmonares
(b) No 1/3 superior dos pulmões
(c) Acima dos pulmões
(d) No 1/3 médio dos pulmões
(e) Sobre os ápices pulmonares

19) A incidência de Laurell corresponde à radiografia do tórax com o paciente na seguinte posição:

(f) Decúbito ventral
(g) Ápico-lordótica em ântero-posterior
(h) Ortostática em ântero-posterior
(i) Decúbito lateral em ântero-posterior
(j) Decúbito dorsal

20) As incidências de Hjelm-Laurell e Fleischner são indicadas respectivamente, para a pesquisa de :

(a) Derrame pleural e avaliação da área cardíaca
(b) Lesões pulmonares de localização infraclavicular e derrame pleural
(c) Derrame pleural e linfonodomegalia hilar
(d) Derrame pleural e lesões pulmonares
de localização infraclavicular
(e) Lesões pulmonares de localização infraclavicular e avaliação da área cardíaca 

21) Para um melhor estudo topográfico ou para fins de localização de estruturas anatômicas, o abdome pode ser dividido por linhas imaginárias em quantas regiões?

(a) 3
(b) 8
(c) 12
(d) 9
(e) 4

22) Na divisão do abdome em quadrantes, assinale a afirmativa correta:

(a) O colo sigmóide, colo descendente e a parte da bexiga urinária estão localizados no quadrante inferior esquerdo
(b) O fígado, o duodeno, a cabeça do pâncreas e o baço estão localizados no quadrante superior direito
(c) O colo sigmóide, o estômago e parte da bexiga urinária estão localizados no quadrante inferior esquerdo
(d) A cabeça, a cauda e o corpo do pâncreas e grande parte do íleo estão localizados no quadrante superior esquerdo
(e) O colo ascendente, o ceco e o rim direito estão localizados no quadrante inferior direito

23) Em uma radiografia do abdome simples, além da visualização de estruturas como coluna lombar, ilíacos e contornos renais,

são também visualizados os músculos:
(a) Retoabdominais
(b) Deltóides
(c) Bíceps
(d) Glúteos
(e) Psoas

24) Em uma radiografia panorâmica do abdome em ântero-posterior, o raio central deve incidir:

(a) No umbigo
(b) Centralizado no plano sagital mediano, entrando a nível das cristas ilíacas
(c) Centralizado no plano sagital mediano, entrando na linha horizontal que tangencia as últimas costelas
(d) Centralizado no plano sagital mediano, entrando na sínfise pubiana
(e) Centralizado no plano sagital mediano, entrando na metade da distância entreas espinhas ilíacas ântero-superiores

25) Assinale a opção incorreta em relação a uma radiografia simples do abdome em ântero-posterior:

(a) A região posterior do abdome deve estar mais próxima do filme radiográfico
(b) A sínfise pubiana deve aparecer na borda inferior do filme radiográfico
(c) O paciente deve estar posicionado em decúbito ventral
(d) Quando a indicação for cálculo renal, deve ser feito um preparo prévio com
Estudo dirigido  Incidências Radiológicas de órgãos
uso de laxativos
(e) Os braços devem estar estendidos ao longo do corpo 

26)Qual a rotina para estudo radiográfico do abdome agudo?

(a) Póstero-anterior do tórax, perfil esquerdo de tórax e ântero-posterior do abdome em decúbito dorsal
(b) Póstero-anterior do tórax, perfil direito do abdome e ântero-posterior do abdome em decúbito dorsal
(c) Póstero-anterior o tórax, ânteroposterior ortostático do abdome e ântero-posterior do abdome em decúbito dorsal
(d) Póstero-anterior do tórax, oblíqua em ântero-posterior direita do abdome e ântero-posterior do abdome em decúbito dorsal
(e) Póstero-anterior do tórax, perfil
esquerdo do tórax e póstero-anterior do abdome em decúbito ventral

27) Assinale a opção que possui os tamanhos de filme radiográfico adequados para o estudo do tórax de um paciente adulto:

(a) 35 x 43 ou 30 x 40
(b) 30 x 40 ou 24 x 30
(c) 35 x 35 ou 30 x 40
(d) 24 x 30 ou 35 x 35
(e) 35 x 35 ou 18 x 24

Gabarito (Respostas):

01- E
02- E
03- C
04- E
05- E
06- D
07- D
08- D
09- B
10- D
11- D
12- E
13- D
14- B
15- D
16- D
17- E
18- E
19- D
20- D
21- D
22- A
23- E
24- B
25- C
26- C
27- C
Prof. Luciano Santa Rita Þ Site: www.lucianosantarita.pro.br E-mail: tecnologo@lucianosantarita.pro.br 4