quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Unidades de saúde estão sem Raio-X

Os usuários do Serviço Unificado de Saúde (SUS) em Natal estão contando, praticamente, com apenas um aparelho de raio-X na rede municipal de saúde, que funciona no antigo Hospital dos Pescadores, nas Rocas.
Mas, o secretário municipal adjunto de Saúde, Manoel Messias de Oliveira, informou que três aparelhos de raio X “estão encaixotados”, aguardando apenas o fim das obras de adequações nas salas das unidades onde os equipamentos serão instalados: Centro Clínico José Carlos Passos,  na Ribeira; Hospital Infantil Sandra Celeste, em Lagoa Nova e na Unidade de Saúde do Pajuçara, na zona Norte da cidade.
Oliveira não falou em prazos, mas disse que o raio X do Centro Clínico da Ribeira será o primeiro a entrar em funcionamento. Ele falou, também, que existe outro aparelho de raio X na zona Norte, mas não soube dizer, “no momento”, em qual unidade estava.
Embora o Hospital dos Pescadores seja referenciada para atendimento de emergência e urgência, a diretora geral Elisama Batista da Costa admite que muitos dos usuários que procuram  um raio X vêm da rede ambulatorial e dos postos de saúde. “Nosso aparelho é dos melhores, é de primeiro mundo”.
Elisama da Costa informou que o atendimento no Hospital dos Pescadores é feito 24 horas, de segunda a domingo, mas a demanda do raio X é muito maior nos dias úteis. Por isso, ela disse que decidiu estabelecer o horário “ininterrupto” de 7 às 17 horas para o atendimento de pacientes eletivos, enquanto o uso do raio X para pacientes internados ocorre principalmente no período noturno.
“Aqui no fim de semana é muito tranquilo, não temos problema nenhum em atender”, diz ela, sugerindo que os usuários do SUS poderiam procurar atendimento também aos sábados e domingos.
Segundo ela, já ocorreu do setor de raio X atender 100 pessoas num dia, mas a média é de 60 atendimentos, enquanto no dia em que houve menos atendimento chegou a 40.
Para ela, a grande demanda pelo raio X deve-se ao fato de que as pessoas preferem o Hospital dos Pescadores porque “ela não sai sem ser atendida”, enquanto nos postos de saúde o encaminhamento é realizado  pela Central de Regulação.
Ela ainda explicou que, atualmente, existem três radiologistas no Hospital dos Pescadores, mas nos casos de atendimento de emergência eles não emitem laudos, pois “o urgentista de plantão é quem avalia”. 
Chefe do Núcleo do Serviço de Saúde da Vigilância Municipal, Ana Paula Melo confirmou que as adequações que estão sendo realizadas nas unidades de saúde que vão receber os novos aparelhos de raio X, atendem uma recomendação da própria Covisa.
“Quando as obras terminarem, a gente volta a fazer inspeção”, disse ela, para adiantar que antes de entrar em operação definitiva, os aparelhos também terão de passar por um “teste de desempenho”, com a realização de  um levantamento radiométrico, a fim de verificar se não está havendo “fuga de radiação” e assim não contaminar pessoas.
Fonte: Tribuna do Norte/RN: 25/08/2011